7 ações do SESI e do SENAI que preparam você para o futuro

O SESI e o SENAI estão à frente quando o assunto é inovação e conexão com novas tecnologias, profissões e o futuro da indústria e da educação. Conheça alguns dos projetos que estão inserindo o estado do Espírito Santo na rota da inovação

1. Nós inovamos

Inovação. A gente respira inovação. E é claro que uma instituição que faz parte de uma das maiores redes de laboratórios e centros de pesquisa aplicadas da América Latina não poderia deixar de ter um espaço dedicado exclusivamente a isso. O SENAI desenvolve o Inovic, programa de inovação que apoia as empresas em todas as fases do processo – ideação, prototipagem, desenvolvimento e inserção no mercado.

É neste contexto que está sendo construído o FINDES Lab, no topo do Edifício da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (FINDES). A estrutura vai conectar indústria, academia, empreendedores e sociedade para encontrar soluções criativas e inovadoras para o desenvolvimento do Espírito Santo. Além disso, o Instituto SENAI de Tecnologia (IST), dispõe de laboratório aberto, impressora 3D, diversos equipamentos e infraestrutura para abrigar inventores, empreendedores e pessoas com boas ideias para alavancar a nossa indústria.

2. Nós Reduzimos!

Reduzimos custos, reduzimos desperdícios, reduzimos burocracia e reduzimos tempo dos processos. O Programa ES Mais Produtivo, desenvolvido pelo SENAI do Espírito Santo, pode aumentar a produtividade de processos nas indústrias capixabas de maneira exponencial. A média entre as empresas participantes até o momento é de 123,4% mais produtividade.

A metodologia Lean Manufacturing, aplicada por nossos consultores nas empresas, identifica e reduz vários tipos de desperdícios, possibilitando a produção mais rápida e com menos recursos.

3. Nós colocamos a “mão na massa”

Aliás, os nossos alunos colocam a mão na massa. Sabe essa onda Faça Você Mesmo que tomou conta do Youtube, das empresas e do nosso dia a dia? A tendência é irreversível: cada vez mais a habilidade de desenvolver soluções criativas com as próprias mãos ou por conta própria será exigida dos profissionais do futuro. E o SESI do Espírito Santo desponta mais uma vez ao aplicar a metodologia maker no ensino em suas escolas espalhadas pelo estado.

A unidade de Jardim da Penha, em Vitória, já ganhou um espaço exclusivamente dedicado ao estímulo para que os alunos desenvolvam a habilidades e construam soluções como protagonistas do próprio aprendizado. O programa será expandido para todas as unidades SESI no Espírito Santo em 2019.

4. Nós preparamos!

Nos próximos 4 anos, inovações e tecnologias criarão 133 milhões de novos postos de trabalho, tudo graças à 4ª Revolução Industrial, que exigirá, além de equipamentos e softwares, mão de obra qualificada para atender à demanda crescente nas empresas.

O SENAI capixaba está completamente conectado a essas necessidades e criou, só para 2019, mais de 1.500 vagas em cursos técnicos com ênfase na preparação para as profissões em alta, com disciplinas voltadas a desenvolver a competências e habilidades que serão exigidas nesta nova fase industrial. E a nossa formação é eficiente: 95% das indústrias preferem contratar alunos formados pelo SENAI.

5. We talk!

Nossos alunos no Espírito Santo têm ensino bilíngue, com carga horária do ensino de inglês três vezes maior do que o normal. Além de ser imprescindível para se destacar no mercado de trabalho globalizado, o domínio do inglês pode trazer diversos benefícios para os alunos: contribui para o enriquecimento cultural, a socialização e ainda ajuda a desenvolver habilidades de escuta, sensibilidade a linguagens, aumento da memória e da capacidade multitarefas e de atenção.

O SESI prepara para o futuro desde os primeiros anos escolares e ajuda a desenvolver essa competência.

6. Nós desenvolvemos

Você sabia que 60% das crianças em idade escolar vão trabalhar em profissões que ainda nem existem? E essas novas profissões estão atreladas à 4ª revolução industrial, que une as esferas física, digital e biológica, com o desenvolvimento de novas tecnologias.

Aprender a programar e lidar com robôs estão entre as habilidades mais necessárias neste novo cenário, e os alunos do SESI têm contato com a robótica desde cedo. Eles aprendem a programar, montar e desenvolver robôs nas aulas ao longo do ensino fundamental e médio. Nossos estudantes participam de competições regionais e nacionais da modalidade e obtêm excelentes resultados.

7. Nós integramos

A mesma revolução tecnológica que colocará os robôs nas empresas vai transformar e criar 133 milhões de empregos, com destaque para as profissões ligadas às ciências exatas. E, neste contexto, destacam-se os futuros profissionais que estão sendo preparados para esta nova realidade. No SESI e no SENAI, os alunos do Emiep (modalidade do ensino médio integrado ao técnico profissionalizante), no Espírito Santo, têm uma grade curricular moderna e totalmente integrada ao novo currículo do ensino médio brasileiro.

Relacionadas

Leia mais

7 motivos pelos quais todos amam o SESI e o SENAI
VÍDEO: Tem Vaga! E agora, curso técnico ou superior?
Um país que precisa gerar 10 milhões de empregos não deveria atacar o Sistema S

Comentários